sexta-feira, 15 de julho de 2011

Brigadeirão


Não sou chocólatra, mas definitivamente o chocolate faz parte da minha alimentação, e quando mais puro, melhor. Aquele "amarguinho" do sabor concentrado do chocolate com menos mistura é o que define minha preferência por essa gostosura. Uma vez li um comparativo bem simples entre o chocolate meio amargo, o ao leite e o branco: o meio amargo é o que tem mais concentração de cacau, logo, com mais propriedades nutricionais benéficas à saúde; o chocolate ao leite já perde uma boa parte do que havia no amargo e deve ser ingerido com mais restrição. Já o chocolate branco deve ser consumido com muito mais restrição, pois é classificado como "doce" de chocolate, já que restam nele bem poucas das propriedades nutricionais presentes no amargo. Não sei se esta comparação é exata (apenas estou citando que fiz esta leitura), mas observo que o gosto por chocolate, em uma boa parte, é para aqueles tipos mais pobres em nutrientes, chegando algumas pessoas a fazerem careta para o mais amargo ou mais concentrado. Bom, pelo menos eu tenho uma vantagem em gostar mais dos que são menos doces e mais concentrados: não tenho que me preocupar se vai ou não sobrar chocolate para mim, pois eles sempre sobram. Minha barra de chocolate 55% cacau (não é nem 70% ou mais, hein) passa o tempo todo sem ser mexida, no lugar que a deixo com frequência, pois aqui em casa só eu gosto deste tipo de chocolate. Levei vantagem!

Falando nisto, quando preciso de chocolate em pó em alguma receita, procuro usar o chocolate e não o achocolatado; o sabor é muito superior, a textura diferente, a coloração mais escura, o que eleva a qualidade do prato. Nesta receita, utilizei o que tinha em casa no momento: Chocolate "Dois Frades".


Ingredientes:

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 colher (sopa) de margarina
3 ovos
1 xícara (chá) de chocolate em pó
chocolate granulado (não tinha, usei coco ralado)

Como fazer:

Bater todos os ingredientes no liquidificador, exceto o último, colocar em forma de buraco no meio, untada, cobrir com papel alumínio e levar assar no forno médio - 180º C a 200ºC - em banho-maria por cerca de 1:30h ou até que adquira a consistência de pudim. Deixe esfriar um pouco, mas desemforme ainda morno. Decore com granulado ou coco, ou ainda com algo de sua preferência; leve à geladeira de 4 a 6 horas e depois, delicie-se!

Se desejar assar no microondas, os procedimentos de preparo e finalização são os mesmos. O que muda é que deve-se usar uma forma de vidro própria para microondas e assar por 8 minutos na potência alta. Como a gente sabe que tempo de forno varia de um para outro aparelho, verifique se está na consistência certa e, se precisar, deixe mais uns minutos, cuidando para não passar do ponto e queimar ou ficar com a consistência muito dura.

OBS.: eu substitui o granulado pelo coco simplesmente porque não tinha o chocolate em casa e nem tempo para ir comprar. Mas acredite, ficou muito bom e todos que comeram gostaram muito. Eu costumo fazer sobremesas no sábado à noite, devido a isto, o tempo de geladeira até o momento do almoço do domingo deixa a sobremesa maravilhosa. Já fiz algumas receitas (que precisavam de preparo antecipado) na manhã do domingo e constatei que o sabor é diferente quando há menos tempo de geladeira.

Para quem deseja informações mais técnicas sobre o chocolate, acesse AQUI e encontrará ótimas explicações sobre o assunto. Vale a pena conferir.

Um comentário:

  1. se for no microondas tem que ser no banho maria ?????

    ResponderExcluir

Oi, se você gostou desta postagem, mande-me uma mensagem. Será recebida com muito prazer.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails