segunda-feira, 18 de julho de 2011

Galinhada

Galinhada: um prato simples, rápido e saboroso. A primeira vez que comi esta iguaria foi na cidade de Goiânia, GO, e o prato estava marcado pelo sabor peculiar do pequi, fruto do qual eu nunca tinha ouvido falar, quanto menos experimentado. A minha receita não tem pequi porque não tinha em casa, mas o seu sabor faz toda a diferença no prato e vale a pena experimentar. Esta receita pode ser apresentada como prato principal, acompanhada de uma salada, vinagrete e tutu de feijão - uma refeição completa. 



Ingredientes:

1 peito de frango cortado em cubos
4 dentes de alho grandes amassados
sal à gosto
2 colheres (sopa) de shoyu
3 colheres (sopa) de óleo
1 cebola bem picadinha
2 xícaras (chá) de arroz (eu usei o branco)
1 cenoura grande picada em cubos pequenos
2 pequis ou 1 colher (sopa) de poupa de pequi em conserva (opcional - não coloquei porque não tinha)
1 colher (chá) de açafrão
4 xícaras (chá) de água quente
1 sachê de caldo de galinha
cheiro-verde picado à gosto
pimenta dedo-de-moça picada sem as sementes (opcional)

Como fazer:

Tempere o frango com o alho, sal e shoyu e deixe tomar gosto por 30 minutos. Numa panela média, coloque o óleo e frite o frango até que fique corado. Acrescente a cebola e refogue; coloque o arroz e a cenoura e também refogue. Acrescente o pequi, a pimenta, o sachê de caldo de galinha, o açafrão, mexa e coloque 3 xícaras de água quente; espere levantar fervura, coloque no fogo médio-baixo com a panela semitampada e deixe cozinhar até que a água seque. Coloque no fogo baixo, acrescente o restante da água e deixe acabar de cozinhar. Depois que a água secar, deligue o fogo e deixe descansar por uns 10 minutos. Na hora de servir, acrescente o cheiro-verde picado.

OBS.:  ao invés de peito de frango pode usar frango em pedaços. A quantidade de água depende do tipo de arroz. Os mais novinhos precisam de menos água. Como a gente não sabe se é ou não, costumo colocar menos água e acrescentar depois, caso seja necessário, pois em algumas vezes, nem é necessário.

Bom apetite a todos e até mais.

7 comentários:

  1. Queilinha,
    Em Minas se come galinhada tb... não é típico mas é carinha de roça, né =)
    Nunca fiz em casa... a sua receita ficou no capricho! Vou procurar por pequi aqui em sampa.
    Um bejim grande no seu coração!

    ResponderExcluir
  2. Uma delícia de receita! E com certeza alimenta bastante.
    Um abraço,
    Velminha

    ResponderExcluir
  3. (eu acho que meu comentário não está sendo salvo)

    ResponderExcluir
  4. Que delicia!!! estou lhe seguindo me segues tambem... bjssss

    ResponderExcluir
  5. Ola minha amiga Queila......
    Meu esposo é de Goiás, foi lá que aprendi a comer pequi....gosto demais da conta...rsrsrs.
    E meu marido ama galinhada, mas só que aqui em São Paulo é tão difícil achar pequi...mas quando acho faço e está sua receita está ótima, como disse você é uma ótima chef...beijos.

    ResponderExcluir
  6. Queila que bom receber sua visitinha, pois é sou Paraibana e moro em João Pessoa, que bom que voce ja conheçe as delicias de cá.boa semana!

    ResponderExcluir
  7. hummmmmmmmm que delicia maravilhoso prato

    ResponderExcluir

Oi, se você gostou desta postagem, mande-me uma mensagem. Será recebida com muito prazer.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails